Acontecimentos Abril 2020

Abril foi um mês super recheado, cheio de polêmicas, problemas no governo,problemas na saúde mundial, pedidos da volta do AI-5, UMA LOUCURA! Quer ficar por dentro de tudo isso? Então continua lendo até o final raio de sol!

Mudanças no ministério da saúde

Luiz Henrique Mandetta anunciou hoje pelas redes sociais que foi demitido do cargo de ministro da Saúde após uma série de embates com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A saída foi comunicada em uma breve reunião entre os dois no Palácio do Planalto na tarde de hoje. Bolsonaro anunciou em coletiva, após a demissão de Mandetta, que o substituto como titular da pasta será o oncologista Nelson Luiz Sperle Teich, que pela manhã teve uma reunião com o presidente e outros ministros do governo.

Sumiço de Kim Jong-un líder supremo da Coreia do Norte

A falta de informação real do país hermético faz surgir rumores por todos os lados, deixando especialistas norte-americanos, oficiais estrangeiros e agências de inteligência absorvendo notícias e tentando encontrar sinais de verdade nelas.

Ex-ministro da justiça Ségio Moro Vs Presidente Jair Bolsonaro??

Ministro da Justiça anunciou demissão em pronunciamento. Ele disse que a saída foi motivada pela determinação do presidente Jair Bolsonaro de demitir diretor-geral da PF.

Palavras associadas aos filhos do Presidente Jair Bolsonaro

Calos Bolsonaro, sinônimo de Fake News,sinônimo de esquema criminoso devido a inquérito sigiloso conduzido pelo STF ( Supremo Tribunal Federal) , a polícia federal identificou o vereador Carlos Bolsonaro, como um dos articuladores de esquema criminoso de fake news!

Dentro da polícia Federal, não há duvidas de que o Presidente Jair Bolsonaro quis exonerar o ex-diretor da PF Maurício Valeixo, homem de confiança do ex-ministro Sérgio Moro , porque tinha ciência de que a corporação havia chegado ao seu filho, chamado por ele de 02.

Flávio Bolsonaro, sinônimo de milícia, roubo, sujo, devido a uma reportagem  publicada no site The Intercept Brasil apontou que o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, financiou a construção de prédios ilegais feitos pela milícia carioca com dinheiro desviado das “rachadinhas” em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. A reportagem foi feita com base em documentos de uma investigação sigilosa conduzida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro que apura se Flávio Bolsonaro cometeu os crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato. 

Presidente Sai ou fica?

MBL se soma a pedidos de impeachment de Bolsonaro, e Maia pede paciência, para o presidente da Câmara o assunto tira o foco do combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Funai prejudica os índios com Instrução Normativa (IN) 9/2020

Os senadores Paulo Rocha (PT-PA), Zenaide Maia (Pros-RN) e Fabiano Contarato (Rede-ES) anunciaram medidas para revogar a Instrução Normativa (IN) 9/2020, da Fundação Nacional do Índio (Funai), que cria novas regras para a emissão de Declarações de Reconhecimento de Limites de terras. Para os senadores, a nova norma é prejudicial aos povos indígenas, pois favorece a invasão e a grilagem de suas áreas.

Zenaide acionou o Ministério Público Federal (MPF), solicitando providências para a derrubada da norma. A senadora alega que a Declaração de Reconhecimento de Limites, antes um documento protocolar que apenas reconhecia o respeito a terras vizinhas com moradores indígenas, “teve seu teor totalmente alterado, na prática liberando a invasão, a grilagem das terras indígenas ainda não homologadas”.

“Ataque aos índios”

Em sua página no Facebook, Zenaide disse estar “espantada” pelo fato de a norma ter sido editada em plena pandemia de coronavírus, quando muitas comunidades indígenas estão se resguardando, com medo de serem contaminadas.

“É uma coisa inacreditável! 237 terras de povos originários, pendentes de homologação, agora podem ser invadidas, desmembradas e vendidas! Um desrespeito óbvio aos artigos 231 e seguintes da Constituição (que tratam de direitos indígenas) e ao Estatuto do Índio (Lei 6.001, de 1973)”, escreve a senadora.

Fonte: Agência Senado

Chernobyl: incêndio se aproxima de reator da usina nuclear abandonada

Incêndios florestais que ocorrem há vários dias no norte da Ucrânia estão agora a poucos quilômetros da usina nuclear abandonada de Chernobyl, dizem fontes.

O operador de turismo Yaroslav Emelianenko afirmou que as chamas atingiram a cidade abandonada de Pripyat, que costumava servir à usina.

O fogo, segundo ele, está a cerca de 2 quilômetros do local onde estão armazenados os resíduos mais perigosos da usina. O Greenpeace disse que o fogo era muito maior do que apontavam as autoridades.

É #FAKE que WhatsApp limitou encaminhamento de mensagens apenas no Brasil após pressão política

Decisão foi tomada em todo o mundo. Objetivo, segundo o aplicativo, é combater a disseminação de mensagens falsas em meio à pandemia do coronavírus.

Circula nas redes sociais uma mensagem dizendo que o WhatsApp decidiu limitar o encaminhamento de mensagens apenas no Brasil após pressão de políticos e ministros do Supremo Tribunal Federal. O texto diz: “Pesquisei sobre a nova limitação e descobri que em nenhum lugar no mundo o número de repasses é limitado, só no Brasil”. É #FAKE.

A implementação se deu para os 2 bilhões de usuários do aplicativo em todo o mundo, não apenas no Brasil.

Além disso, não houve qualquer interferência de partidos políticos ou ministros do STF na decisão, como alega a mensagem viral. O texto falso afirma ainda que a intenção foi enfraquecer o presidente Jair Bolsonaro, que “depende das redes sociais”. Isso também não é verdade.

O objetivo da medida, segundo o WhatsApp, é “diminuir a disseminação de informações falsas na plataforma”. E essa proliferação tem ocorrido em todas as partes do planeta. Agora uma mensagem que não foi criada pela pessoa que irá reenviá-la só poderá ser encaminhada para um destinatário por vez.

Preso em Moçambique, Fuminho planejava controlar tráfico na África!

Gilberto Aparecido dos Santos, 49, o Fuminho, já administrava parte do tráfico local de drogas e de armas, em associação com organizações criminosas locais, e planejava controlar o crime no sul da África, nos mesmos moldes que controlou na América do Sul nos últimos dez anos, segundo investigações. Fuminho estava hospedado em um hotel de luxo no bairro mais caro de Maputo, desde 30 de março. Segundo policiais federais, ele estava sendo monitorado de perto desde então. Ontem, foi detido ao voltar de uma clínica hospitalar, onde havia tratado um ferimento que tinha na perna direita. Não houve resistência à ordem de prisão.

Publicado por Dia a Dia Blog

informações sobre: saúde, política,esporte, cultura e tudo que você precisa saber!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: